segunda-feira, 17 de setembro de 2012

A morte é a única certeza da vida.”


Por muitas vezes eu escutei aquela Frase... Vamos viver o dia de hoje pois não sabemos o dia de amanhã....

Parece estranho você não poder fazer planos para o dia de amanhã, ou viver o dia de hoje como se fosse o ultimo, mais de repente você senti isso na pele e começa a fazer um balanço de como você vem vivendo a vida, depois que eu descobri o câncer já passei a viver a vida de uma forma diferente muitos dizem que nós que tivemos o câncer temos menos anos de vida, ou que vamos morrer, e que temos que viver sempre com o medo da doença ...

Se eu já estava dando valor a minha vida e estava agradecendo a deus todos os dias por acordar, agora vou viver mesmo todo dia como se fosse o ultimo.

Senti na pele e que é perder alguém de um dia para outro, na sexta dia 14/09 estávamos comemorando o aniversário de uma criança linda (ISIS) e no dia 15/09 estávamos no mesmo lugar com as mesmas pessoas velando o dono da casa, como pode isso ?! um dia estávamos felizes e no outro absolutamte triste... Ele não tinha nada, ele  não  tinha câncer, mais apos voltar do futebol teve um infarto fulminante, Deus o levou para ao seu lado, como entender tudo isso?

Realmente a única certeza que temos nessa vida é a morte , É claro que quando pensamos na morte nos sentimos aflitos e ansiosos, e, sinceramente, acredito que seja uma reação natural. Sim, natural, por que estamos diante de algo desconhecido para nós. Sabemos que vamos morrer, mas não sabemos como nem quando. Sabemos que nossos parentes e amigos vão morrer, mas também não sabemos como, quando nem onde. Não sabemos o que há depois, se realmente há algo depois. E isso gera medo.

Mas pra que perder tempo pensando nisso? Temos mesmo é que viver, valorizar as pessoas enquanto elas estão aqui, e não quando se forem. Se aprendêssemos a viver compreendendo a morte como parte da vida, com certeza teríamos vidas mais plenas, com mais amor pelo próximo, mais palavras de carinho nas despedidas, mais “bons dias” e “boas noites”, mais “eu te amo”, mais abraços verdadeiros e sorrisos de satisfação e prazer pela simples presença do outro.

Devemos trabalhar isso dentro de nós e ensinarmos que a morte faz parte da vida, de todas as vidas, não só das humanas. Devemos aprender a aceitar que alguém se foi e passar por todo o processo natural de luto, e, por mais difícil que seja conviver com aquele vazio, aquela ausência, é preciso saber que isso aconteceria, mais cedo ou mais tarde. Saber que essa pessoa viveu da forma que escolheu, que errou, aprendeu, sonhou, sorriu, chorou e deixou lembranças, boas e ruins, mas lembranças para que aquelas pessoas que a amassem pudessem saber e aprender a valorizarem ainda mais suas vidas. Compreender isso ajuda a superar perdas e suavizar o luto.

Sem falar que, muitas vezes, surgem sentimentos de culpa, recriminação e lamentação por aquilo que poderia ter dito e sido, e não foi. Tais sentimentos não são saudáveis e devem ser superados, pois por mais erros que tenham sido cometidos, ainda existe vida; a vida continua e o tempo não vai parar.

Por isso, é sempre bom nos prepararmos psicologicamente e emocionalmente para a morte. Ao refletirmos sobre ela, podemos nos sentir de tantas formas, que é importante termos alguém para conversar e partilhar.

Não é fácil, não é nada fácil, mas com certeza é um grande passo.


Vamos viver nossos Sonhos  pois temos tão pouco tempo.....

2 comentários:

  1. Poxa muito emocionante essa é verdadeiramente uma grande lição de vida , se todos pararem um pouco para pensar na vida , veriam que dessa vida nada se leva , nada se eterniza materialmente .A nossa verdadeira riqueza é a nossa FELICIDADE ;)... Que Deus continue te abençoando cada vez mais e que voçê possa viver muitos anos ainda para poder realizar todos seus sonhos ,Beijão forte abraço !!!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir